15 de abr de 2011

Andança cultural

No domingo, dia 27, a andança foi cultural! Visitamos a exposição Oneness, da artista japonesa Mariko Mori, no Centro Cultural do Banco do Brasil.

Segundo informações do site do CCBB, a artista utiliza o design e a arte de vanguarda para compor elementos de engenharia de ponta, interativos e de impacto físico e visual. A exposição apresenta dez trabalhos com complexidade tecnológica, entre os trabalhos, provenientes de acervos da Europa, Estados Unidos e Japão, estão:

Wave Ufo, um objeto híbrido de grande escala, máquina e escultura ao mesmo tempo, que funde, em tempo real, computação gráfica, ondas cerebrais, som e uma engenharia arquitetônica para criar uma experiência interativa dinâmica.

Oneness, que apresenta um círculo de seis figuras confeccionadas em technogel (material novo, que fica entre o sólido e o líquido), medindo 1,35 m, que interagem ao toque do visitante.

Transcircle, um anel de nove pedras de vidro coloridas e brilhantes, controlado interativamente, numa fantástica reinterpretação dos círculos de monólitos pré-históricos.

A exposição é bonita, a fila para interagir com os elementos demorava horas, portanto só visitamos mesmo. Mas, precisa viajar para entender algumas coisas, aquelas artes abstradas que custam absurdos, são famosas, e de uma simplicidade que meu Fernandinho, sobrinho-afilhado de um ano, faria igual! Coisas do mundo artístico…

Nenhum comentário:

Postar um comentário