11 de fev de 2011

Memorial JK

Fomos visitar o Memorial JK, um dos pontos turísticos mais famoso de Brasília. É história pura, muito interessante, por mais que sabemos como foi a construção da capital, ver os detalhes, projetos, documentos fotos e conhecer a vida do seu fundador é fantástico, como voltar no tempo.

O projeto arquitetônico do memorial é do Oscar Niemeyer e a ideia foi da Sarah Kubitschek, esposa do fundador.

O lugar é lindo por fora e por dentro. Espaços muito bem planejados, iluminados e organizados armazenam documentos, livros, homenagens, roupas do ex-presidente, maquetes, os projetos e primeiros rabiscos de Brasília. Não podemos tirar fotos dentro do memorial, há monitores (vestidos todos de branco, conforme projeto do Niemeyer) em todas as salas e espaços, eles acompanham os visitantes e explicam algumas coisas sobre os livros, obras...









O Memorial JK localiza-se na Praça do Cruzeiro, bem perto da minha casa, um dos pontos mais altos da cidade. O local foi escolhido porque em 1957 foi realizada a primeira missa de Brasília.

Na entrada, um monumento de granito negro, reproduz a frase do Presidente Juscelino: "Tudo se transforma em alvorada nesta cidade que se abre para o amanhã." Todos os dias, três bandeiras ficam hasteadas: do Brasil, do Distrito Federal e de Minas Gerais.









O lugar mais lindo e impactante é câmara mortuária, sala com os restos mortais de JK. O lugar é escuro com um vitral grande, vermelho, com um anjo, feito pela artista Marianne Peretti. É impressionante e lindo! A luminosidade solar entra pela abertura de uma cúpula arredondada que se vê de fora. Segue uma foto que consegui na internet, não lembro o endereço (desculpa), mas é isso, eu tinha que colocar essa foto para mostrar. Eu fiquei sem palavras, a primeira vontade é de tirar foto, mas depois vem o sentimento de respeito que devemos ter em qualquer lugar que abrigue os restos mortais de alguém...desisti da foto e fiquei contemplando o espaço.

Dados: Com 25.000m2, o edifício do Memorial ocupa espaço correspondente a 1/5 do seu total, o que empresta grandeza e magnitude à obra. Os espelhos d'água, as rampas de acesso, o verde do gramado e dos jardins que emolduram o edifício monumental, todo em mármore branco, dão-lhe beleza plástica e dignidade condizentes com suas finalidades. Um pedestal de concreto armado, medindo 28m de altura, encimado por uma estrutura, também em concreto, sustém e protege, como mão em forma de concha, a estátua do Presidente Juscelino que acena para a cidade que construiu. Obra de Honório Peçanha, esta estátua, feita em bronze, mede 4,50m e pesa 1.500 quilos. À entrada do Memorial, 4 espelhos d'água, em diferentes níveis, cascateiam, dando-lhe extraordinária beleza e dimensão. Informações do site oficial www.memorialjk.com.br (se interessar pela vida desse visionário, entre e veja mais detalhes da sua história, fotos da época, projetos, etc).

Um comentário:

  1. Oi, Mel! Adorei o blog! A família do meu pai é daí e está sendo ótimo rever esses lugares!
    Duas dicas: Já foi conhecer a Catedral? Quando for lá, não deixe de conversar com o Chico, por exemplo, por meio da parede côncava que tem lá (ficando um em cada extremidade da parede) É super bacana!!
    O Parque da Água Mineral também é um ótimo passeio! Beijo grande

    ResponderExcluir